MADEIRA RIPADA

admin on 25 de fevereiro de 2018

Somos apaixonados por madeira ripada e hoje vamos mostrar um pouco mais sobre esse incrível material!

Além de poder ser usada em qualquer ambiente, residencial ou comercial, interna ou externamente; pode replicar a sensação de verticalidade ou horizontalidade; variar de cores conforte matéria-prima ou acabamento e ser fixa ou móvel.

Sua versatilidade é tanta que não é à toa que todos os arquitetos a adoram!!! Pode tanto solucionar necessidades, como complementar visuais e dar dinamismo aos estilos.

MATERIAIS E ACABAMENTOS

É mais indicado o uso de madeiras nobres naturais, as madeiras mais moles geralmente são mais claras e frágeis podendo atrapalhar o projeto e a execução do produto. Entre as madeiras mais utilizadas em painéis ripados estão o Freijó, Nogueira, Cumuarú, Imbuia e Cedro, mas madeiras nobres em gerais podem ser trabalhadas.

Seu acabamento costuma ser com selador (áreas internas) ou verniz (áreas externas) fosco ou acetinado, evitando sempre dar um efeito brilhoso que não combina muito com a atualidade.

A escolha pelo fornecedor deve ser mais cuidadosa, sempre dando preferência à marceneiros qualificados e detalhistas. O fato de usar madeira nobre e mão de obra especializada encarece seu custo… Ainda assim, se couber no seu budget vale o investimento.

Já o dimensionamento dos painéis, podem ser trabalhados com diversas medidas, gerando efeitos variados, dependendo da largura da ripa x profundidade da ripa x espaço entre ripas. As ripas muito finas… necessitam de madeiras mais “duras” para serem trabalhadas, assim não empenam!

#ficaadica: Opte por madeiras de tons neutros. Madeiras avermelhadas já não são tão usadas hoje em dia, sendo mais difíceis de compor com a decoração.

#Evite: Não vale muito a pena investir em ripas de mdf, laminado de madeira ou compensado naval – além marcar as quinas das ripas, não é tão durável quanto o original.

A limpeza e manutenção devem ser levados em conta na hora de escolher o tamanho do friso das ripas, pois frisos finos e fundos são difíceis de limpar… Cuidado redobrado nas áreas externas no quesito de facilitar a limpeza para não acumular bichos.

Abaixo, listamos como e onde a madeira ripada é mais utilizada na arquitetura e interiores:

– EM PAINÉIS FIXOS

Seu maior uso é em painéis fixos, podendo ter função de esconder fiação aparente como no caso de painéis de home-theater, auxiliar na sustentação de acessórios, como ganchos e acessórios ou ser um foco decorativo, como vemos nas imagens abaixo.

No ambiente acima, o painel ripado fixo acomoda o nicho em destaque e compõe com as portas de correr vazadas da parede adjacentes – revelando a adega do morador.

Já ao lado, o hall de entrada do apartamento era um corredor estreito e sem graça… mas o painel com ganchos escondidos deu todo o charme e funcionalidade ao pequeno espaço.

Extremamente fáceis de combinar com diversos estilos e outros acabamentos, os painéis ripados podem ser verticais ou horizontais – sendo que a limpeza das ripas verticais é mais fácil e mais indicada do que as horizontais.

De fácil montagem, as ripas se adaptam aos mais difíceis formatos, conseguindo dar acabamento em paredes irregulares e curvas!!!

O projeto da Adega ao lado demonstra isso.

– EM PAINÉIS MÓVEIS
Outra ótima aplicação para as ripas é como divisor de ambientes dinâmicos… Não tem espaço e quer integrar os ambientes, mas eventualmente dividi-los?… Eis a solução: Trocar as paredes por divisórias ripadas com sistema de correr.

As divisórias já existem em acabamentos maciços… mas quando ripadas, por serem vazadas, geram leveza e transparência entre os ambientes, mesmo quando fechada. É uma das melhores soluções para ambientes pequenos.

– NO TETO

Usada às vezes meramente decorativa, às vezes por funcionalidade: é uma ótima maneira de esconder estruturas, cabos e instalações indesejadas podendo ou não estar acompanhado de rebaixo de gesso.

Essa solução conduz a visão do espectador para cima, não implica na manutenção do forro de gesso, além de permitir a instalação de luminárias e pendentes de forma original e descontraída.

No projeto acima: além de instalado no teto, parcialmente na parede a ripa é parte do móvel baixo, escondendo equipamentos. Ao lado: destaca o ambiente do sofá, sustenta um jardim vertical e brinca com as luminárias no teto!!!

– EM MÓVEIS

Quando trabalhadas em móveis, não é regra geral, mas costumam repetir o elemento da ripa usado ou em um painel na parede ou no teto, não sendo o grande foco, mas atuando como uma composição do espaço como um todo ou ainda, por necessidade de ventilação de algum  equipamento específico.

Intencionalmente, pode ser usada também para esconder objetos e móveis, para moradores que não gostem de muita decoração e para espaços pequenos essa é uma ótima solução! No caso do projeto acima, o móvel além de esconder os equipamentos da TV, esconde na parte superior o  AR CONDICIONADO, podendo ser usado com as portas fechadas apenas pelo uso das ripas.

Já uma outra maneira de utilizar é como na imagem acima, onde foi criado esse dinamismo interessante, tendo uso principal deixar a cozinha exposta e lavanderia escondida, para não vermos o que não desejamos mostrar toda hora, mas que não podemos abrir mão de ter!!!

– EM CABEÇEIRAS

Escolher o acabamento da cabeceira é algo muito importante. Para aqueles que gostam do aconchego e conforto que a madeira trás para o ambiente, uma boa escolha pode ser trabalhar com uma cabeceira em painel de madeira e porque não com RIPAS!!

Se você gosta de madeira, mas acha chato ou monótono painéis maciços e sem muita informação ou identidade…. as ripas são para você! Podem ser trabalhadas em um painel horizontal comprido acomodando os criados-mudos, pode ser um painel vertical e puxar o olhar para a cama, pode também ter forma composta e não precisa se prender ao fato do painel ser horizontal, para o sentido das ripas serem iguais… NA NA NI NA NÃO…. dependendo do espaço e da sensação que se quer criar, as ripas podem ser no sentido desejado =)

1. Cabeceira com ripas de vários sentidos fixa – via Mandril Arquitetura
2. Cabeceira com ripas irregulares – via Pinterest
3. Cabeceira com ripas vazadas na vertical – via Pinterest

 

– NA VARANDA

As ripas podem ter diversas funções na varanda: esconder condensadoras de ar condicionado, pontuado como um painel de apoio à televisão, ser a estrutura de um jardim vertical ou até mesmo atuar meramente como painel decorativo apoiando velas e acessórios ou vestindo ambientes e móveis.

Os painéis de ripa na varanda, deixam o ambiente todo charmoso, dão uma sensação agradável de área externa e compõem fácil com uma varanda gourmet.

– EM FACHADAS

Já que as ripas são usadas para esconder portas e compor ambientes de diversas formas…. porque não ser também usada do lado de fora da casa! Sua aplicação pode ser usada para destacar portas, janelas, paredes e muros; tornando-se um forte elemento arquitetônico para a construção.

Casa dos Ipês em São Paulo – SP, via Archdaily

As ripas estão sendo muito utilizadas por arquitetos em fachadas, junto com cimento queimado x concreto x cores neutras x pedras naturais geram CONTEMPORÂNIEDADE e obras seguindo as tendências atuais.

Casa dos Ipês em São Paulo – SP, via Archdaily

 

Casa Olho D´água em Uberlândia MG, via Archdaily

Latest News All Articles

0 comments
Post a comment